A Dinâmica do Design

A Dinâmica do Design

144 visualizações 15 downloads

Detalhes

  • Categoria: Design
  • Autores: cison
  • Quantidade de Páginas: 4
  • Data de Inclusão: 16/11/2016
  • Formato do Arquivo: PDF
  • Tamanho do Arquivo: 534 KB

O estilo impôs-se, na Renault, como um elemento essencial da conceção dos seus veículos. O departamento de Design da marca francesa participa hoje ativamente na elabora- ção dos cadernos de encargos e no processo de industrialização dos novos projetos. E o resultado está à vista de todos. Os novos Renault impõem-se visualmente na estrada, colocando ao alcance do consumidor final veículos com um nível de refinamento artístico habitualmente encontrado apenas nos salões internacional s. É como se andássemos a conduzir concepts, mas daqueles realmente bem desenhados, bem proporcionados e, como se não bastasse, sem passarem ao lado da funcionalidade e sentido prático que sempre caraterizaram os produtos da marca. De caminho; os novos Renault ganharam identidade visual própria e transversal à gama. Partilham uma imagem muito mais evidente, tornando-se imediatamente identificáveis. O mais recente exemplo desta orientação é o novo Megane, cujas propor- ções afirmativas se baseiam numa postura agachada, mais desportiva, que alude ao dinamismo, visualmente próxima do navio almirante Talisman e do grande SUV Koleos. O novo Espace, mais crossover e menos monovolu me, assume estas mesmas feições, de ombros largos„musculatura definida e, essencialmente, uma zona frontal muito próxima dos referidos modelos. Quanto aos flancos largos e musculados, esses começaram com o Clio em 2012, logo seguido pelo seu sósia crossover Captor; quase diretamente transplantado do salão de Genebra de 2013 para as nossas ruas

Comente Aqui

Subir ao topo