Gestão de Recursos Humanos

Gestão de Recursos Humanos

2.035 visualizações 648 downloads

Detalhes

  • Categoria: Recursos Humanos
  • Assuntos: Administração de recursos humanos, Clima Organizacional, Ética Profissional, Gestão, Gestão de recursos humanos, Liderança, Planejamento Estratégico de Recursos Humanos (RH), Recursos Humanos, Responsabilidade social, RH
  • Autores: Instituto Innovare, Luciana Tavares
  • Quantidade de Páginas: 63
  • Data de Inclusão: 24/02/2016
  • Formato do Arquivo: PDF
  • Tamanho do Arquivo: 1.261 KB

A Administração de Recursos Humanos ARH foi desencadeada no inicio do século XX em decorrência do advento da Revolução Industrial, onde foram surgindo estudos cada vez mais profundos sobre o ser humano nas organizações. A ARH surgiu nos Estados Unidos no período da II Guerra Mundial, e no Brasil a partir do final da década de 70. O ser humano tem-se mostrado fortemente e constantemente impulsionado pelo desejo de incrementar o seu padrão de vida, através do controle das forças da natureza e do seu meio-ambiente. Foi assim que as organizações começaram a evoluir e a se tornar mais complexas, sempre no sentido de proporcionar a seus membros melhores condições de subsistência e maior conforto material. Em resumo, os seres humanos se associam para conseguir, por meio do esforço conjunto, atingir determinados objetivos. Porém, antes os funcionários das organizações eram vistos como meros recursos da organização, daí o nome dessa área, ou seja, as pessoas eram alienadas e suas atividades eram sempre controladas a fim de maximizar a produção e rendimento do trabalho prestado. No entanto, em função das mudanças organizacionais e do aglomerado de informações, essa visão começou a ficar deturpada e ineficaz, pois os gestores perceberam que ao valorizar os conhecimentos, habilidades, capacidades, talentos e, principalmente, a inteligência de seus funcionários, os objetivos organizacionais eram alcançados com maior agilidade e eficácia. Então as organizações passaram a ter um elevado índice de satisfação quanto aos serviços prestados, e os que até então eram conhecidos como funcionários, passaram a ser denominados de colaboradores ou parceiros da organização. Desde então, tudo mudou. A empresa e os colaboradores passam a ter objetivos em comuns, no sentido de que, o colaborador satisfeito gera a saúde e júbilo da organização.

Comente Aqui

Subir ao topo